Scuola Internazionale delle Arti, della Lingua e della Cultura Italiana

facebook twitter instagram linkdn blog
falar como um verdadeiro florentino

Quer falar como um verdadeiro florentino? Confira as palavras e as expressões que não podem faltar no seu vocabulário

Florença é o berço do Renascimento, a cidade da arte, a terra natal de Dante, onde se fala a língua do “italiano de verdade”. Mas você sabia que o dialeto florentino tem palavras e expressões totalmente diferentes do italiano dos livros? Como a nossa Accademia tem a sua sede nesta bela cidade, decidimos revelar o que você só vai ouvir da boca de um “fiorentino DOC” (Denominação de Origem Controlada, um termo normalmente usado para garantir a origem de produtos, sejam eles alimentícios ou não, mas que você ouvirá muito por aqui quando alguém quiser te falar sobre um florentino legítimo) para que você possa interagir ainda mais com a cultura e todas as pessoas que vivem aqui.

Começamos por "grullo", que é uma palavra florentina por excelência e significa bobo, não muito inteligente, mas também um pouco "inconsciente". "Oh grullo!!! Icchè tuffai, un tu vedi che piove?!!" (Oh seu bobo, o que está fazendo, não vê que está chovendo?) seria uma frase tipicamente florentina para comunicar uma ação estranha ou incomum – provavelmente alguém saiu na chuva sem guarda-chuva... Em suma, se um florentino usar o termo na brincadeira, não leve a mal. Mas se você ouvir isso muitas vezes, não é um bom sinal!

“Ma icchè tu dici!” é, com certeza, uma das frases que você mais vai ouvir quando estiver em Florença. Significa "O que você está dizendo?" e é usada tanto como pergunta quanto como uma exclamação.

"Bischero" significa uma pessoa que não é bem-educada, ou não é muito inteligente e, por um desses motivos, acaba se portando de maneira inadequada. É usado na maioria das vezes de uma forma lúdica. “Ho fatto una bischerata” significa ter feito algo sem pensar direito, com resultados nada satisfatórios.

"Trombaio", em fiorentino, significa encanador. Então se precisar de alguém para consertar um vazamento, já sabe quem procurar.

“Arrivare dopo i fochi di San Giovanni” ou “arrivare a fochi spenti”, quer dizer chegar atrasado, literalmente, ou demorar pra entender alguma coisa, rir bem depois que a piada já acabou... Estas expressões fazem alusão à festa do padroeiro de Florença, San Giovanni Battista, cujo dia é celebrado em 24 de junho. Antigamente, a celebração incluía torneios, uma corrida de cavalos (lembrada por Dante e Boccaccio) e uma feira. No final, a festa terminava – e termina até hoje – com fogos de artifício (i fochi) - um símbolo da bênção com fogo (per ignem).

“Senza lilleri, un si lallera!” é uma expressão que você vai ouvir com frequência nas conversas entre florentinos. Significa que sem dinheiro não se pode fazer nada.

E você, conhecia alguma dessas palavras e expressões?

 

0
0
0
s2sdefault
Accademia Europea di Firenze é uma Escola Internacional das Artes, da Língua e da Cultura Italiana. Fundada em 2005 como escola de língua italiana para estrangeiros, com o tempo ampliou sua oferta formativa e atualmente oferece cursos de cultura italiana, arte, musica e Certificate Programs  em Voice & Opera, Drawing & Painting, Dance e um Certificate Program de Língua e da Cultura Italiana, Study Abroad Programs em colaboração com importantes universidades americanas, Summer e Winter Programs e Joint Academic Programs realizados com instituições universitárias de todo o mundo. A experiência vivida na AEF e a qualidade dos professores fazem da escola, com raízes na história e na cultura italiana e qualificada com padrões acadêmicos europeus, um ambiente internacional na cidade do Renascimento e da beleza.

   Cookie policy    Privacy policy