Scuola Internazionale delle Arti, della Lingua e della Cultura Italiana

facebook twitter instagram linkdn blog

As ruas de FlorençaPassear por Florença significa apaixonar-se por suas vielas, seus bairros pitorescos e cheios de história, pelas ruazinhas do centro imersas em obras-primas atemporais. Nós já contamos a vocês como é fácil se locomover a pé na cidade, mas vocês por acaso já notaram os nomes bizarros de algumas ruas e praças? Bem, muitos deles remontam a fatos curiosos ou contam histórias incríveis.

Desde referências à grande tradição literária italiana, como por exemplo as ruas dedicadas à grande ópera dantesca, como a via del Limbo (rua do limbo), via dell’Inferno (rua do Inferno) e via del Purgatorio (rua do purgatório); até aquelas que fazem menção a fatos históricos reais, como a via del Traditore (rua do traidor), nomeada em memória do assassinato do duque Alessandro de’ Medici pelas mãos de Lorenzino de’ Medici, em 1537, precisamente em uma das casas da rua em questão. Ou, ainda, com nomes ligados às atividades que eram desenvolvidas ali, como por exemplo a via dei Calzaiuoli (rua dos sapateiros), ocupada durante um período por lojas de roupas e calçados e hoje dedicada às boutiques de moda.

As anedotas relacionadas aos nomes das ruas florentinas são inumeráveis: por exemplo, o vicolo dello Scandalo (beco do escândalo), que a magistratura florentina construiu entre a via del Corso e a via degli Alighieri para separar as famílias rivais Cerchi e Donati; ou a via dei Malcontenti (rua dos descontentes), cujo nome deriva dos condenados à morte que eram conduzidos por ali, partindo da prisão de Bargello, à execução.

Definitivamente, a mais espirituosa é a história do canto de’ Bischeri, entre a Piazza del Duomo e Via dell'Oriuolo: “bischero”, em florentino, significa bobo, estúpido, E apesar da etimologia incerta, tudo indica que o termo derive do nome de uma antiga família que morava por ali.

Uma outra esquina que nos faz rir é o encontro da via Calimala com a via Porta Rossa, onde surgiu a “acculata”, uma pedra colocada no centro da Loggia del Porcellino em memória da punição infligida a devedores inadimplentes, forçados a bater o “traseiro” no chão, bem no ponto marcado pelo mármore, em frente a todos os presentes na praça.

Estas são algumas das milhares de histórias ligadas às ruas da nossa cidade. Nós contaremos muitas outras a vocês usando a hashtag #stradediFirenze! Siga-nos!

0
0
0
s2sdefault
Accademia Europea di Firenze é uma Escola Internacional das Artes, da Língua e da Cultura Italiana. Fundada em 2005 como escola de língua italiana para estrangeiros, com o tempo ampliou sua oferta formativa e atualmente oferece cursos de cultura italiana, arte, musica e Certificate Programs  em Voice & Opera, Drawing & Painting, Dance e um Certificate Program de Língua e da Cultura Italiana, Study Abroad Programs em colaboração com importantes universidades americanas, Summer e Winter Programs e Joint Academic Programs realizados com instituições universitárias de todo o mundo. A experiência vivida na AEF e a qualidade dos professores fazem da escola, com raízes na história e na cultura italiana e qualificada com padrões acadêmicos europeus, um ambiente internacional na cidade do Renascimento e da beleza.

   Cookie policy    Privacy policy