facebook twitter instagram linkdn blog

O museu dos instrumentos musicaisA dois passos da nossa escola, na Via Ricasoli, está a Galleria dell’Accademia, um dos museus mais visitados em todo mundo. Os seus corredores hospedam sete esculturas do genial Michelangelo, entre elas a célebre estátua de David, mas talvez nem todos saibam que dentro do museu há uma incrível coleção de instrumentos musicais. Na verdade, desde 2001 a Galleria hospeda, na área que por um tempo foi o monastério de San Niccolò a Cafaggio, o Museu dos Instrumentos Musicais, com uma exposição de cerca de cinquenta peças provenientes das coleções dos grão-duques da Toscana, Medici e Lorena.

A coleção, concedida à Galleria pelo Conservatorio Cherubini di Firenze em 1996, abrange dois séculos de história, de 1.600 a 1.800, e testemunha o papel fundamental da música na corte dos Medici: na corte de Lorenzo “O Magnífico”, por exemplo, os “Canti carnascialeschi”; enquanto no renascimento entram em cena as “Camerate fiorentine” e os primeiros melodramas, que são considerados os ancestrais da ópera.

E na própria corte dos Medici, sob Ferdinando I para sermos mais precisos, nasce um instrumento destinado a revolucionar a história da música: trata-se do forte-piano, que evoluiu e se tornou o piano-forte, ou simplesmente piano, que conhecemos hoje. Projetado por Bartolomeo Cristofori – artesão convocado pela corte em 1688 como construtor de instrumentos musicais – o forte-piano produz uma textura sonora com mais nuances e uma dinâmica mais articulada, que se distancia da natureza monocromática do cravo.

Além da espineta oval e do cravo ébano, ambos construídos por Cristofori, passando pelo maravilhoso exemplar do piano vertical – o mais antigo existente –, entre as peças mais valiosas do museu estão um violoncelo e uma viola tenor de Antonio Stradivari, feita de abeto vermelho e bordo, ambos para o Quintetto Mediceo, um violino Stradivari do século XVIII e um violoncelo Niccolò Amati de meados do século XVII.

Em uma seção especial do museu é possível ouvir os timbres e as sonoridades originais dos instrumentos, reconstruídos graças às tecnologias multimídia especiais.

0
0
0
s2sdefault
A Accademia Europe di Firenze é uma Escola Internacinal das Artes e da Cultura Italiana.
Fundada em 2005 como uma escola de língua italiana para estrangeiros, com o passar do tempo ampliou sua oferta e atualmente oferece cursos de cultura italiana, arte, musica e dança, Certificate Programs trienais de Voice & Opera, Drawing & Painting e Dance, Study Abroad Programs em colaboração com universidades americanas de prestígio, Summer e Winter Programs e Joint Academic Programs realizados com instituições universitárias de todo o mundo.
A combinação da experiência vivida na AEF e a qualidade dos professores, fazem da escola, com raízes na história e na cultura italiana, mas qualificada com padroes acadêmicos europeus, um ambiente internacional na cidade do Renascimento e da beleza.

   Cookie policy    Privacy policy